29.09.08

Aqui em Portugal, a «ideia tua» d'«O Malhão» continua a ser muito boa e dificilmente melhorável: comer e beber, ó terrim tim, tim, passear na rua.

Claro que fica ao cuidado de cada um definir o seu «terrim tim, tim» pessoal, sendo certo que envolverá quase sempre alguma coisa a ver com o amor.

As alegrias, para serem grandes, não precisam de não ser pequeninas: bastam-nos que sejam nossas.

 

Miguel Esteves Cardoso

tags:
publicado por José Oliveira às 01:10

25.09.08
Fon-fon-fon - Deolinda

 

Toda a gente fon-fon-fon-fon só desdizem o que eu digo...

publicado por José Oliveira às 21:21

Presidente. 

tags:
publicado por José Oliveira às 21:20

22.09.08

Agora sim, a valer. Não posso nem vou facilitar. Confiante.

tags:
publicado por José Oliveira às 14:53

21.09.08


 

Denny Crane: Alan, Bev is the woman I've always dreamed of. An angel in the bedroom and a whore in the kitchen.

Alan Shore: I think it's the other way around.

Denny Crane: Not last night.

 

publicado por José Oliveira às 03:53

20.09.08

 

 

Mais uma obsessão. Com início neste fim-de-semana. Faz-me acompanhar com mais paixão uma das melhores modalidades desportivas - futebol - e ainda alimenta o meu lado mais competitivo. Mais importante que tudo isto, permite-me, de certo modo, manter o contacto com alguns amigos. Chama-se Liga Record e é um jogo mesmo muito bom.

publicado por José Oliveira às 06:49

18.09.08

De que vale a um país ter uma grande história, se tem memória curta. Portugal esquece-se muitas vezes do que vai a dizer a seguir e erguendo o dedo em riste, como se fosse muito importante, admite com embaraço que se esqueceu do que tinha em mente “Eu queria dizer algo de muito importante, que é precisamente o dia…. peço desculpa que esqueci-me agora!”. E posto isto, Portugal fala e conta outra história, esmiuçando a memória como se fosse um disco rígido ou um cd que pura e simplesmente não lê e se ouve aquele barulhinho do cd às voltas. Portugal é esse barulhinho, essa espécie de ar suspenso, esse andar às voltas na tentativa de encontrar não se sabe muito bem o quê. Portugal muitas das vezes não sabe o que ia a dizer a seguir e enquanto não se encontra vai contando outra história, vai andando às voltas, como quem não arranja posição para se sentar. O barulhinho. Portugal sente esse desconforto, essa posição incómoda que muitas das vezes surge por ficarmos demasiado tempo no mesmo sítio. E por isso ajeita-se. Não existe no mundo nenhum país que se ajeite tanto como o nosso, daí que não seja de estranhar que numa situação de maior estorvo usemos invariavelmente a expressão: “Dê-me lá um jeitinho!”. E se não dão, porque sabemos ser só um jeitinho, revoltamo-nos nesse mesmo agora “O sacana do gajo que foi incapaz de me dar um jeitinho para eu estacionar” “a palerma da miúda que mesmo percebendo que eu estava que não podia só por a ver, foi incapaz de me dar um jeitinho”.

 

 

E por isso, Portugal põe-se a jeito por estar à espera desse jeitinho. Chegando para lá da hora de embarque- “Dê-me lá um jeitinho! – passando o prazo que havia para pagar, querendo sair dali o quanto antes, fazendo tudo para que a filha entre depressa na função pública – dê-me lá um jeitinho - que o carro seja composto fora da hora do expediente, que me aprove esta obra há tanto tempo embargada, que feche os olhos, que apague a luz – Dê-me lá um jeitinho – que passe à frente de todos que estou com muita pressa, que chega-se para lá que cabemos todos neste banco de comboio. E sabem que mais? Eu gosto deste jeitinho de ser português e nada haveria de mal se os outros países também o tivessem. O problema do jeitinho é não existir em mais lado nenhum, como se fosse um idioma que só se fala naquele país. Daí que não nos percebam quando reclamos. O problema do jeitinho é não ser exportável, pois se o fosse, há muito que o jeitinho já não seria só nosso.

 

Fernando Alvim

 

tags:
publicado por José Oliveira às 17:17

Lisandro, Lucho, Lino. Sofrido mas justo. E já está.

publicado por José Oliveira às 02:47

15.09.08

Anos.

tags:
publicado por José Oliveira às 17:15

13.09.08

Image Hosted by ImageShack.us


"You always knew how to make an entrance."

 

 

Image Hosted by ImageShack.us

 

"I don't care if you slept with hundreds of men, you're my mother and I love you."

publicado por José Oliveira às 06:52

09.09.08

Mais uma tentativa de segurar as férias. Mas, definitivamente, já não é a mesma coisa. Os espaços, os momentos e, principalmente, as caras, já são demasiado familiares. Demasiado quotidianas. Obriga a pensar em muito mais para além das férias. Já não dá para adiar muito mais...

tags:
publicado por José Oliveira às 16:17

07.09.08

Novo visual do blog. Desta vez, porque sim.

tags:
publicado por José Oliveira às 21:29

O cheiro a férias está a desaparecer. Parece fugir com o vento para inundar o ar de qualquer outra paragem. Às vezes ainda o sinto por aí. Mas este já não é o sítio dele. Neste sítio, os dias ritmados estão a chegar. Ritmados por tudo e por nada mas raramente ritmados por mim. Seja como for, desta vez tenho de acompanhar o ritmo. Não o posso perder novamente sob pena de me perder a mim também. Entretanto, enquanto eles não chegam, fico estaticamente inquieto à procura do cheiro. O cheiro a férias que teima mesmo em desaparecer.

tags:
publicado por José Oliveira às 21:02

Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
16
17
19

23
24
26
27

28
30


pesquisar
 
preocupações arquivadas
2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


no Mundo

 

Alemanha

 


 

Áustria

 


 

Bélgica

 


 

Croácia

 


 

Eslovénia

 


 

Espanha

 


 

Estados Unidos da América

 


 

Finlândia

 


 

França

 


 

Hungria

 


 

Inglaterra

 


 

Itália

 


 

Mónaco

 


 

Polónia

 


 

Portugal

 


 

República Checa

 


 

Sérvia