08.08.08

Dia 10

Chegada à fronteira. Pediram os passaportes. Expliquei a situação e mostrei o papel da polícia. Tive de acompanhar o polícia e sair do comboio. Foi tudo tão rápido que deixei as minhas mochilas no compartimento. Quando me apercebi disso comecei a ficar bastante preocupado com o que ia acontecer. Pensava que o comboio ia partir e eu ia ficar ali na fronteira sem as minhas mochilas. Mas não. Tive de ir ao escritório da polícia, eles fotocopiaram o papel e desejaram-me boa viagem. Alívio. Finalmente.

 

Já em território Húngaro e muito mais relaxado, enviei a tal mensagem à secretária da Embaixada de Portugal em Belgrado e adormeci. Quando acordei já estávamos de novo em Budapeste. Desta vez, Budapeste serviu apenas como escala. Mudámos de comboio e seguimos para Viena.

 

Chegados a Viena era altura de retomar e finalizar a conversa iniciada no dia anterior. Não dava para continuar o InterRail com aquele ambiente tenso. Chegámos à conclusão que tínhamos perspectivas diferentes da forma de encarar as várias realidades. De certa forma, já esperava essa conclusão e já tinha pensado na atitude que deveria tomar caso ela se confirmasse. O melhor era separarmo-nos para que não deteriorássemos a nossa amizade. Dividimos as nossas coisas e despedimo-nos.

 

Depois de me recompôr e de pensar melhor no que iria fazer, decidi começar a regressar a Portugal aos poucos. A enorme motivação para andar a conhecer várias cidades esfriou-se com tudo o que tinha acontecido. O plano agora era voltar ao Norte de Itália, ir até Turim onde desceria até à fronteira de Itália com França junto à costa (Ventimiglia), ir a Monte Carlo e percorrer todo o Sul de França em direcção ao País Basco em Espanha onde me encontraria com o meu pai para voltar de carro para Portugal. O comboio seguinte era à noite com destino a Veneza. Iria nesse e tentaria desta vez ir visitar a Basílica de São Marcos. Até lá, Viena.

 

Deixei a mochila num cacifo e fui à procura do Ernst-Happel Stadium (o antigo Prater Stadium) onde o FCPorto foi Campeão Europeu pela primeira vez em 1987 frente ao Bayern Munique e onde se realizou recentemente a final do Euro 2008 entre a Espanha e a Alemanha. Havia certamente muitos mais locais interessantes para visitar em Viena mas o tempo e a disposição limitavam-me as opções e não podia desperdiçar a oportunidade de estar naquela cidade para o ir ver.

 

Fui de metro e, depois de uma volta ao estádio (sem pilhas na máquina fotográfica infelizmente) voltei de metro para a estação. Talvez outro estado de espírito me tivesse proporcionado uma visita mais interessante. Ainda assim, foi agradável.

 

De volta à estação fui buscar a mochila pois tinha lá todo o dinheiro. Almocei, tomei um banho incrivelmente refrescante, carreguei a bateria do telemóvel e relaxei bastante ao som da minha música enquanto esperava pela hora do comboio. Relaxar foi o acontecimento verdadeiramente importante nessa tarde. O comboio chegou, eu entrei e preparei o conforto para uma dezena de horas de sono. Antes de adormecer ainda tive de aguentar a conversa entre duas austríacas e o intenso e desagradável cheiro proveniente dos pés de dois australianos. Tudo ultrapassado, adormeci.

 

Image Hosted by ImageShack.us

publicado por José Oliveira às 17:44

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15

19
22
23

24
25
27
28
29



pesquisar
 
preocupações arquivadas
2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


no Mundo

 

Alemanha

 


 

Áustria

 


 

Bélgica

 


 

Croácia

 


 

Eslovénia

 


 

Espanha

 


 

Estados Unidos da América

 


 

Finlândia

 


 

França

 


 

Hungria

 


 

Inglaterra

 


 

Itália

 


 

Mónaco

 


 

Polónia

 


 

Portugal

 


 

República Checa

 


 

Sérvia