01.12.08

Barack Obama soube conquistar a esquerda durante a campanha com a ideia de que iria retirar imediatamente as tropas americanas do território iraquiano e de que iria ter uma postura totalmente diferente da anteriormente adoptada por George W. Bush. As recentes escolhas dos elementos que constituirão a sua equipa, não o confirmam.

 

Hillary Clinton ocupará o cargo de Secretária de Estado. É um cargo de alta importância na Casa Branca e com elevada importância na política externa. Aqui, Hillary sempre adoptou uma postura mais à direita do Partido Democrata. Nunca defendeu a retirada das tropas da mesma forma que Obama. Ameaçou que atacaria o Irão. E agora? Obama responde: “Não tenho dúvidas que Hillary Clinton é a pessoa certa para liderar o nosso Departamento de Estado e trabalhar comigo para abordar a ambiciosa agenda política estrangeira”. 

 

Para além desta escolha, o novo Presidente dos EUA decidiu manter Robert Gates à frente do Pentágono. Robert Gates é republicano e transita da administração Bush para a nova administração. O que irá mudar então? Muito pouco ou nada. A esquerda europeia que tanto defendeu Barack Obama, muito por causa da sua postura em relação à política externa, deve estar desiludida.

 

É a teoria do violino: agarra-se com a (mão) esquerda e toca-se com a (mão) direita.

publicado por José Oliveira às 20:36

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


pesquisar
 
preocupações arquivadas
2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


no Mundo

 

Alemanha

 


 

Áustria

 


 

Bélgica

 


 

Croácia

 


 

Eslovénia

 


 

Espanha

 


 

Estados Unidos da América

 


 

Finlândia

 


 

França

 


 

Hungria

 


 

Inglaterra

 


 

Itália

 


 

Mónaco

 


 

Polónia

 


 

Portugal

 


 

República Checa

 


 

Sérvia