06.08.08

Dia 2

Queríamos passar a noite em viagem para poupar dinheiro em alojamento. Um comboio directo entre Veneza e Ljubljana demorava pouco mais de quatro horas (insuficiente para ocupar a noite inteira), por isso, escolhemos um trajecto mais longo (e também um pouco estranho). Então, o plano era o seguinte: um comboio de Veneza até Villach (sudoeste da Áustria) onde mudaríamos para outro até Jesenice (fronteira da Eslovénia com a Áustria) e onde, finalmente, mudaríamos para um com destino a Ljubljana.

 

Muito bem. Entrámos no primeiro comboio. Quando descobrimentos o nosso compartimento vimos que íamos partilhar o mesmo com uma jovem Asiática. Era a nossa primeira oportunidade para conhecer outra experiência, outra cultura, etc. Não hesitámos. Logo depois de arrumarmos as mochilas e nos acomodarmos, começámos a conversar com a rapariga. Não consegui perceber o nome dela mas, ainda assim, deu para manter uma conversa interessante e animada.

 

Já tinha estado em Portugal (foi lá que começou o InterRail) e foi engraçado ouvi-la falar sobre o nosso país. Conseguimos os contactos de dois hotéis em Roma e Florença que nos poderiam vir a ser úteis na última semana de viagem. A conversa continuava divertida quando chegou mais uma pessoa ao compartimento. Tinha ar de pedófilo. Tentámos não o inserir na conversa mas sem sucesso. Ele inseriu-se. Era Austríaco e vivia em Graz. Como ninguém lhe perguntou o nome, ele não se identificou. A conversa continuou interessante até que os assuntos acabaram. Deviam ser 3 horas da manhã. Adormecemos.

 

Como tínhamos de mudar de comboio em Villach às 4h15, o previsível aconteceu: não acordámos a tempo. Eram quase 7 horas quando fomos acordados pelo revisor e saímos finalmente daquele comboio em Bruck a/d Mur (uma terra já perto de Viena). Fantástico.

 

Image Hosted by ImageShack.us

Era preciso encontrar uma nova forma de chegar a Ljubljana. Fomos informar-nos da ligação seguinte. Tínhamos de apanhar dois comboios. O primeiro tinha destino a Zagreb e saía de Bruck a/d Mur às 8 horas. Íamos nesse e em Sevnica mudávamos para outro com destino a Ljubljana. Ficámos então, cerca de uma hora, à espera na estação. Notava-se bem a diferença da Itália para a Áustria. Adiante. Entrámos no primeiro comboio e encostámo-nos. Quando estávamos quase a chegar a Sevnica, levantámo-nos, pegámos nas mochilas e, quando íamos abrir a porta para sair, o comboio arrancou. Tínhamos de esquecer Ljubljana por enquanto. Afinal, o destino seguinte era Zagreb.

 

Chegados a Zagreb tivemos de trocar dinheiro e de procurar um hostel para ficar. Segundo o posto de turismo, existia um hostel barato perto da Estação. Fomos e lá ficámos. Cerca de 16€ por noite.

 

Image Hosted by ImageShack.us

Depois de estarmos instalados chegou o momento esperado desde o início da viagem: o banho. Foi refrescante o suficiente para ir dar uma volta pela cidade. Não fosse a chuva e o passeio tinha sido ainda mais interessante. Ainda assim, foi agradável. E deu ainda para descobrirmos uma nova paixão: fontes. Para quem são todas aquelas moedas que as pessoas atiram para lá? Pensámos que poderiam ser para três jovens a viajar pela Europa. Momentos engraçados.

 

De volta ao hostel para jantar, quase adormecíamos a jogar Uno. Quase. Conseguimos resistir ao cansaço e levantámo-nos para ir dar uma volta à procura de um bar. Sem sucesso. Naquela zona (centro da cidade) não havia grande movimento à noite. Decidimos voltar ao hostel para descansar bem. Iria ser a primeira noite numa cama e queríamos aproveitar bem o dia seguinte. Assim foi. Fim do dia.

publicado por José Oliveira às 22:26

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
15

19
22
23

24
25
27
28
29



pesquisar
 
preocupações arquivadas
2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12